Como buscar a conexão com Divino, inseridos nessa programação, como sutilizar nossa energia e manter nossa vibração mais elevada?

Respondido111 visualizaçõesDeusEspiritualidadeSuporte

Como buscar a conexão com Divino, inseridos nessa programação, como sutilizar nossa energia e manter nossa vibração mais elevada?

Pelo que entendi até os vídeos que vi é que estamos aqui por sermos seres que não conseguiriam mudar seus códigos sozinhos, e por isso, sermos inseridos no projeto, ou pela rebelião de Lúcifer, ou por sermos da federações e por algum motivo estamos presos aqui. Que nossas conexões com o que poderia nos trazer mais clareza foram cortadas, que guias espirituais não são o que pensávamos, que Deus é algo bem além e aquém do que possamos imaginar. Antes buscava essa conexão com o Divino, com meus mestres e guias como uma forma ancoramento para minha evolução. Agora não consigo fazer isso, pois, sempre vem questionamentos. Na sua visão, como buscar a conexão com Divino, inseridos nessa programação, como sutilizar nossa energia e manter nossa vibração mais elevada? De forma real, sem as fantasias que fomos programados sobre o mundo espiritual pelas religiões

A pergunta está fechada para novas respostas.
ISC Publicado 2 de setembro de 2023

Aqui existe uma Realidade aplicada que é ter de mudar seus códigos para poder ser considerada de novo um Ser que consegue conviver no novo patamar estabelecido pela Federação, nas comunidades Estelares, de onde originalmente viemos antes dos Exílios. É isso que cada um de nós tem de fazer aqui. As religiões dão caminhos para se conseguir chegar a isso, mas é cada um de nós que tem de ver para si o que funciona de fato, e o que é esta realidade de fato. Isso são escolhas, e as pessoas estudam o Ocultismo para saber além daquilo que o povo comum sabe através das religiões que são feitas para direcionar aqueles que ainda não estejam preparados para entender tudo isso.

Nós todos viemos dessa parte das massas, que eu chamo de Espiritualidade Doméstica, e teremos, ou não, de fazer essa transição para um novo entendimento disso tudo, para poder pegar esse processo exigido em nossas própria mãos e não depender das bengalinhas que as religiões colocam como forma de facilitar entendimentos comportamentais, sem ter de contar tudo isso, porque seria muito difícil as pessoas entenderem. Leva muito tempo e precisa de muita informação para se conseguir, e a metade das pessoas ainda tendem a compreender isso tudo de formas erradas e distorcer o real panorama, o que complica tudo mais ainda. Então ninguém abre muita informação como nos abrimos aqui, por todos estes motivos.
Esses guias existem, mas não vão ajudar somente porque você pede isso, só vão interferir se você já deu passos largos em direção a Evolução pretendida, e já está livre dos aspectos cármicos daquilo que pede ajuda. Senão eles não interferem porque a mudança ainda não foi conquistada internamente pela pessoa. É isso que precisa ser entendido, aqui é um sistema daquilo que as entidades do Espiritismo e da Umbanda chamam de Merecimentos. Primeiro teremos de trabalhar e avançar no Conhecimento para não sermos considerados por eles como adolescentes espirituais, e somente depois eles começam a ajudar, nunca diferente disso.

Essa relação de entendimento só muda se cada um de nós conseguir compreender que está aqui porque tem algo a transformar, e a meditação traz o que é esse algo a transformar antes. E não porque tem alguém malvado que nos colocou aqui para prender todo mundo e não vai ajudar ninguém mais a sair daqui. Os que saírem daqui serão aqueles que fizerem alguma coisa para atingir isso, a clareza para saber o processo todo está disponível e é por isso que estamos aqui estudando tudo isso, para recuperar a informação que não veio com a Personalidade encarnada, porque o projeto não previa que isso fosse necessário, se a própria vida e as escolhas das pessoas fossem em direção a construir uma sociedade harmônica e produtiva para todos.

Mas não foi o que aconteceu, tudo está ficando cada vez pior, então os designados como Escolhidos, ou Resgatáveis, tem essa oportunidade de buscarem no Conhecimento esses esclarecimentos mais avançados que trazem a informação sobre essa Realidade e a nossa real condição aqui, para ver se revertermos isso já que a grande massa não está interessada neste caminho espiritual.Assim, tem de olhar para onde tem de ir, e não para o que possa ter impedido ou que seja dificuldades de atingir esse caminho de saída do planeta. O resto vai acontecer sozinho, porque aqueles que estejam nesse caminho, já possuem apoio político do lado de lá para a hora em que isso for de fato necessário.

O que de fato nos cura, é a informação, mas o trabalho todo de usar essa informação para fazer a transformação do modelo de vida pessoal, é algo que tem de ser feito por cada um de nós. Se alguém fizer isso por nós lá de fora, não seria evolução de fato. Por isso eles não interferem a não ser que seja necessário de fato e merecido por quem pede. Entender isso deixa uma percepção de que isso de Divino, é um alvo que é você que tem de transformar em Divino, é você que tem de se tornar Sagrado, porque se um ser se torna sagrado, tudo o que ele fizer também será sagrado. Temos de parar de achar que isso está fora de nós, o Divino é somente um modelo, um alvo a ser atingido pelo processo de Evolução pessoal em direção a um equilíbrio dos arquétipos em que nós identificados e tendemos a agir, pensar e sentir de acordo com isso. Se isso está desestruturado, o ser não está Divino, não esta sagrado, a estrutura psicológica e emocional disso, é que nos torna Divinos e Sagrados, e quando isso acontece, essa iluminação das facetas ocultas da Realidade, não tem mais porque ter uma nova encarnação estar aqui nesta Matrix Terrena.

Os caminhos podem ser diferentes para entender isso, mas é isso que o Budismo diz, é isso que as antigas religiões dizem, está todo mundo falando a mesma coisa há milênios, o que muda é somente a forma como cada um fala sobre isso, e a forma com cada um de nós vai achar mais fácil para chegar a esse caminho.

Fonte: Danilo Noronha (exordium.com.br)

ISC Publicado 2 de setembro de 2023
0